CAMINHO INCERTO

Fernando Mendes 

 

No seu leito triste, se encontrava só,

Sua imagem pálida, num sorriso para dar,

Tendo o peito aberto, num caminho incerto,

No sofrer sem lástima e sorrindo em pranto,

E cobre com manto, o seu corpo nu,

 

Uh uh uh uh uh ,  Uh uh uh uh uh,

Uh uh,  uh uh uh,  Uh uh,  uhhhh,

 

No seu leito só, se encontrava triste,

Na esperança verde, quer matar a sede,

Com um pouco de amor, e depois seguir,

Num caminho incerto, e a vontade de chegar,

Abraçar a sorte, e não mais deixar,

 

Laia, laia la

Laia, laia la

Laia, laia la, laia lá...

 

Num sofrer sem lástima, e sorrindo em pranto,

E cobre com manto, o seu corpo nu,

 

Uh uh uh uh uh

Uh uh uh uh uh

Uh uh,  uh uh uh

Uh uh,  uhhhh